sexta-feira, 15 de março de 2013

Quando nos Afogamos nos Nossos Pensamentos


Nunca se sentiram a afogar nos vossos próprios pensamentos? 

Vem de mansinho… Muitas vezes começa com a conversa mais inocente com um amigo, ou com algo que viram na televisão, algo que leram numa revista, num livro, um comentário que ouviram na rua a um desconhecido… Outras vezes vem de dentro, de uma preocupação, algo que achamos que devia estar a correr de certa maneira e não está. Esse estímulo bate lá dentro, naquele ponto sensível que desencadeia um chorrilho de pensamentos nada agradáveis que, principalmente se estivermos sozinhos, tem o dom de nos fazer perder neles e de nos fazer esquecer as coisas boas que nos rodeiam, tira-nos a vontade de agir, faz-nos perder o sono e a vontade de comer. Só nos fica a apetecer enroscar num canto quentinho e não fazer nada. Ficar ali, enquanto a nossa mente trabalha furiosa a 100km/h a buscar mais e mais problemas para acrescentar aos que já nos estão a incomodar. 

Isto acontece muito comigo. Dizem que a casa dos 20 é a melhor altura da nossa vida. Até pode ser (apesar de eu não concordar muito com isso), mas também é uma altura má, em que tudo está em mutação, em que somos obrigados a tomar decisões importantes quando estamos cheios de incertezas, a nos desenvencilharmos por nós mesmos, em que existe toda uma pressão da sociedade para seguirmos um só caminho, para sermos de certa maneira, para nos comportarmos como adultos formados quando ainda temos tanto de criança dentro de nós, tantas dúvidas, tantas incertezas, tanto que queremos experimentar e descobrir… Mesmo rodeados de amigos e de pessoas que nos querem bem, o caminho da vida pode ser um caminho muito solitário, em certas alturas…

E que faço eu nestes momentos, perguntam vocês? Meto-me na cozinha e faço um bolo, vejo um filme, vou dar uma volta. 

E vocês? Que fazem vocês?

12 comentários:

Adriana Alfaro disse...

acho que isso acontece com todo mundo!
é horrível, mas passa!
Beijos!

thegeekemigrant disse...

Tem piada ler isto agora tendo em conta que acabei de chegar de uma volta na rua por ter sido apanhada precisamente por este tipo de mood.

Geralmente se consigo dominar (ha dias mais complicados que outros) tomo banho, visto a roupa mais gira que conseguir encontrar no meu guarda fatos, arranjo o cabelo, ponho saltos altos e vou dar uma voltinha la fora ver as montras. Em geral o meu ego fica melhor e se nao fico com os pes a doerem-me dos saltos pelo que os meus pensamentos vao para "oh god, nao me mexo mais hj".
Se nao conseguir dominar, vejo filmes e fico em casa... com bom tempo aproveito pa lavar a roupa xD.

Cidade do Pecado disse...

Como eu compreendo isso. Sinto-me assim tantas vezes

beijinho

Isa Machado disse...

Gosto das tuas soluções, que são parecidas com as minhas! ;)
Beijinho

Blackbird disse...

Acontece-me muitas vezes quando estou sozinha! Às vezes até estou a fazer alguma coisa e sinto, depois, que estou em piloto automático porque a minha cabeça está noutro lugar perdida em pensamentos.

R: Estagiei numa empresa, na secção de produção de eventos, de moda essencialmente :)

Danny disse...

Ai quantas vezes me acontece, agora ainda com mais frequência! Para desanuviar também costumo fazer essas coisas :)

@ Moda e Eu. disse...

Lindo texto!

"Baum", acho que eu iria escrever!

bjs
modaeeu.blgospot.com

Belle du Jour disse...

Fui mais feliz na casa dos 30 no que da dos 20. Mais realizada. Um beijinho

carolina disse...

oh tão querida :) mas não deves ficar assim tão nervosa, tenta pensar que vai sempre correr tudo pelo melhor e que por cada momento mau vai haver sempre um bom :) é o que penso sempre. mil beijinhos, já te estou a seguir **

http://thefrench-fries.blogspot.pt

Kelly disse...

Tudo passa temos e de sermos fieis a nos mesmos :)


Beijinho*
KellyAnne
www.scream-of-beauty.blogspot.com

Rita disse...

Às vezes também tenho crises dessas, ponho-me a pensar numa coisa má, o meu coração começa a bater super rápido e fico com uma sensação mesmo muito desagradável. Só quero afastar esse pensamento. Por isso, arranjo alguma coisa para fazer, tal como tu, para me manter distraída.
Beijinhos,
http://closefromtheheart.blogspot.pt/

Jovem $0nhador@ disse...

Concordo tanto com este texto...eu tento sair desses pensamentos ligando para alguém ou falando com alguém, mas nem sempre é fácil!

Enviar um comentário